top of page
  • Foto do escritorContato Condominios

Pix vem aí: o que vai mudar no condomínio com a chegada do ‘novo TED’

O Pix é um sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central. Considerado uma evolução do TED e do DOC, ele visa permitir pagamentos rápidos a qualquer hora do dia.


A novidade está marcada para começar a funcionar em 16 de novembro. No entanto, já se especula como o novo método de transferência poderá impactar em diversas atividades – incluindo tudo o que tem a ver com condomínios.


Veja, a seguir, quais são as principais mudanças que podem vir pela frente uma vez que o Pix se tornar popular no país.






Fim do boleto de condomínio


Segundo especialistas, a tendência é que o Pix faça com que o boleto caia naturalmente em desuso. Os principais motivos seriam a gratuidade e a maior facilidade para fazer transferências. Ao contrário do TED ou DOC, o usuário poderá usar também dinheiro em carteiras digitais como o PicPay para pagar qualquer conta sem desembolsar taxas pelo serviço. Como consequência, a mensalidade do condomínio poderá migrar, aos poucos, do tradicional boleto para uma transferência pelo smartphone.


Baixa imediata de lista de inadimplência


Além de grátis, o Pix irá funcionar de maneira instantânea. Isso significa que um pagamento cairá na conta do destinatário na hora, ou seja, ainda mais rápido que o TED e principalmente que o DOC. Como consequência, uma taxa de condomínio atrasada poderá ser identificada imediatamente pela administradora, que poderá remover o nome do morador da lista de inadimplentes em questão de segundos.





Pagamento de luz, água e até salão de festa pelo celular


Demais pagamentos também deverão ficar mais ágeis. O Banco Central afirmou que vem fazendo parcerias com concessionárias de luz e água, por exemplo, para permitir pagamento de contas por Pix. Dessa forma, eventuais cortes de fornecimento poderão ser identificados rapidamente para reestabelecer o serviço.


Além disso, outros pagamentos no âmbito do condomínio poderão ficar mais velozes. O morador poderá, por exemplo, fazer um Pix para garantir a reserva do salão de festas e da churrasqueira em edifícios que cobram pelo uso desses espaços.


Data de vencimento inclusive nos fins de semana


Além de grátis e imediato, o Pix funcionará todos os dias, 24 horas por dia. Dessa forma, pagamentos poderão ser feitos em qualquer horário, independentemente do expediente bancário. Do ponto de vista da administração, isso significa que será possível cobrar pela quitação da taxa condominial inclusive quando a data de vencimento cair em fins de semana.





Blindagem contra greves dos Correios


Com a chegada do Pix, eventuais greves nos Correios ou em bancos não deverão mais impactar em atrasos no pagamento de contas. Sejam contas pessoais, como energia elétrica e água, até despesas condominiais, não dependerão mais de correspondência. Nesses casos, porém, os condomínios que usam aplicativos especializados saem na frente, já que os moradores podem receber informações financeiras diretamente pelo smartphone.


Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page