top of page
  • Foto do escritorContato Condominios

#MoradorConsciente pode ajudar a reduzir custos de energia e manutenção; veja 6 dicas

O condomínio pode adotar diversas estratégias para economizar, mas algumas dependem da ajuda do morador.


Sensores de presença e lâmpadas fluorescentes podem gerar economia de quase 80% na conta de luz, segundo estudo do Instituto de Defesa do Consumidor. Já na manutenção de dependências, é papel da administração usar insumos de limpeza de maneira inteligente para evitar desperdícios.


No entanto, o condômino pode atuar proativamente nessas duas searas para ajudar a maximizar economias e contribuir para as contas em meio à crise econômica.


No primeiro artigo da série #MoradorConsciente, trouxemos dicas de economia de água e gás. Hoje, na segunda parte desta série, a Contato lista algumas práticas de consumo e utilização conscientes de espaços e equipamentos que podem ser decisivas na hora de evitar inadimplência e reajustes de taxa condominial.




1. Tenha cautela ao utilizar o elevador


O uso responsável do elevador, por exemplo, pode ser significativo na hora de faturar a energia elétrica do edifício. É sempre recomendável acionar apenas um elevador por vez, evitando o desperdício com a movimentação de mais de uma plataforma sem propósito.


Sempre que possível e, para locomoção entre andares mais baixos, prefira o uso de escadas. Além de econômica a alternativa é mais saudável.


2. Use refletores com moderação


Evitar o uso desnecessário de lâmpadas e equipamentos durante a prática de esportes ou realização de festas e confraternizações em áreas comuns do edifício também é medida relevante na hora de economizar energia elétrica.


Em edifícios que não possuam sensores de presença ou timer, certifique-se de apagar as luzes e desligar aparelhos quando abandonar salas de jogos, academias e quadras de esporte.





3. Economize ao realizar festas


Evite sobrecarregar refrigeradores e condicionadores de ar durante eventos em salões de festa e área de lazer.


Ligá-los com pouca antecedência do horário agendado e desligá-los ao fim do evento também são boas práticas de combate ao desperdício, além de otimizarem a vida útil dos equipamentos.


4. Concentre o descarte de lixo


Evitar o descarte de lixo em áreas comuns, por exemplo, reduz o tempo e a necessidade de incremento de pessoal de limpeza em cada espaço, além de significar economia direta no uso de produtos de limpeza.





5. Mantenha a higiene ao passear com o pet


Zelar para que animais de estimação não manchem paredes ou façam suas necessidades em locais inadequados são condutas importantes que podem reduzir o número de manutenções à pintura do prédio.


6. Zele pode áreas de difícil acesso


Evite jogar objetos pelas janelas em vãos e áreas de difícil acesso, como toldos, telhados e lajes, assim como em piscinas. A atitude pode impactar no número de manutenções de áreas comuns, reduzindo custos de contratos de prestação de serviços dessa natureza.

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page