top of page
  • Foto do escritorContato Condominios

Grupos de WhatsApp: Como fazer bom uso da ferramenta em condomínios

Em mais de 11 anos de lançamento, o WhatsApp se tornou uma das plataformas de comunicação mais populares, sendo utilizada por mais de 2 bilhões de pessoas no mundo. No Brasil, o aplicativo reúne mais de 120 milhões de usuários ativos mensalmente.


O uso da plataforma ganha cada vez mais adeptos no âmbito condominial, já que confere maior rapidez e facilidade de comunicação entre pessoas, facilitando o contato com a administração em grupos de moradores.



Entretanto alguns cuidados são essenciais pra evitar que os grupos de WhatsApp se torne um catalisador de crises, ao invés de evitá-las. Veja, a seguir, as dicas da Contato Condomínios para usar a ferramenta de forma inteligente.


1. Cuidado ao criar o grupo de WhatsApp

Antes de criar um grupo de WhatsApp e inserir moradores e condôminos é necessário contar com a autorização dos membros, já que informações pessoais, como dados de nome e telefone serão compartilhadas com terceiros que farão parte do grupo.


2. Crie regras de utilização do grupo

Em caso de aprovação da utilização da ferramenta pelos moradores, lembre-se de estabelecer regras gerais de uso. A medida poupa condôminos e administração de possíveis aborrecimentos pela banalização de mensagens ou o mau uso da ferramenta.


Sempre que houver admissão de novos membros ao grupo, esclareça a necessidade de respeito às regras pré-estabelecidas, assim como a possibilidade de exclusão em caso de desrespeito.


3. Defina temas e mensagens proibidas

Embora úteis na comunicação, grupos de WhatsApp reúnem indivíduos diversos, com opiniões e posicionamentos distintos e, não à toa, os desentendimentos no ambiente ocorrem de forma bastante recorrente.


Por isso, para evitar discussões sobre assuntos que não sejam pertinentes ao condomínio, estude a possibilidade de proibir temas sensíveis como política e mensagens que possam caracterizar Spam.


Mensagens de “bom dia”, “boa tarde” e “boa noite”, com fim exclusivo de saudação também são incômodas aos demais membros e podem causar esvaziamento do grupo a longo prazo.



4. Respeito ao tratamento de informações pessoais e sigilosas

Embora o WhatsApp seja uma plataforma de comunicação informal, o respeito aos membros e à legislação pertinente são fundamentais e, por isso, deve ser usado com cautela e responsabilidade.


Vale lembrar que a exposição pública de moradores pode acarretar problemas judiciais à administração. De igual modo, críticas infundadas, xingamentos, acusações sem provas podem se transformar uma ação judicial ao condômino.

Comments


bottom of page