top of page
  • Foto do escritorContato Condominios

Chuvas em Belém: o que fazer em caso de vazamentos e infiltrações no condomínio

A temporada de chuvas costuma aumentar a incidência de reclamações relacionadas a vazamentos e infiltrações nas unidades. Durante esse período, que na região amazônica costuma se estender até o mês de março, é preciso ter bastante cautela e ficar atento a detalhes para evitar complicações que podem transformar uma simples goteira em um problema mais grave, como o comprometimento de estruturas do condomínio.


Veja, a seguir, as dicas da Contato para evitar aborrecimentos e maiores problemas causados pelas chuvas no condomínio.



1- Dê atenção a infiltrações antigas


Manchas na parede, marcas de mofo, imperfeições pontuais no acabamento da tinta ou revestimento podem dar dicas de vazamentos e infiltrações que passaram despercebidos desde a última temporada de chuva e que podem se agravar.


Comece dedicando atenção aos sinais antes do recomeço das chuvas, dependendo da origem, há tipos de reparos que podem ser inviabilizados pela ação das águas, sobretudo os que requerem ações externas, como impermeabilização.


2- Peça avaliação de profissionais


Goteiras e infiltrações podem ter origem em problemas mais sérios que podem, inclusive, comprometer a estrutura do condomínio e colocar a integridade de toda a comunidade em risco.


Sempre que detectar anomalias em paredes e teto, peça ajuda de um profissional que deverá avaliar as possíveis causas do vazamento.


Dependendo do resultado, o síndico deverá ser acionado, caso o problema seja de responsabilidade do condomínio ou até mesmo para intermediar a relação entre vizinhos, quando o vazamento seja originário de outra unidade.



3- cuidado com pontos de energia elétrica


Fique atento aos vazamentos e goteiras e evite que atinjam instalações elétricas. Há risco de curto-circuito e acidentes com eletrodomésticos indevidamente molhados.


Enquanto o problema não for resolvido, evite o uso de tomadas e interruptores nos casos em que seja inevitável o contato com a água.




4- Atenção redobrada às janelas


Ao detectar acúmulo ou retenção de água em algum ponto da casa, observe se a entrada não foi facilitada por janelas, basculantes ou sacadas mal fechadas.


Não é raro confundir vazamentos e goteiras com problemas de vedação, fechamento incorreto ou frestas em janelas e portas. Às vezes o problema não requer reparos e a solução pode ser mais fácil do que se imagina.

Comments


bottom of page